14 de jun de 2010

Dois meses essa noite

Datas importantes sempre fazem a gente pensar. Hoje fiz dois meses e comecei o dia bastante reflexivo. Foram dois meses intensos. Conheci bastante gente bacana. Meus pais me apresentaram uns amigos e parentes incríveis. Aprendi muito. Coisas que parecem simples são bastante complexas.
Se vocês soubessem como digerir pode ser complicado! Também não gostei de soro gelado no nariz. Que coisa chata isso de nariz entumpido. Poderia sinceramente passar sem essa.



Mas devo confessar que andei fazendo merda quase todo dia. E o incrível é que meus pais me deram a maior força, chegaram a estimular. Que coisa, né?!









A Dinda Bela veio aqui e me deu dois presentes! Um falava de liberdade.







O outro a mamãe explicou que ajuda a pagar minhas fraldinhas...Não entendi.






Hoje também foi um dia importante pois o meu pai, um cara muito bacana que conheci faz um tempo, voltou a trabalhar depois de passar 30 dias comigo. Essa coisa de trabalho é uma ideia que ainda não entendi direito. Minha mãe disse que também é importante para pagar minhas fraldinhas e coisa e tal mas ainda não achei sentido em ficar longe o dia inteiro de um cara tão legal. Conclusão: hoje ele não me fez massagem e nem viu o jogo da Itália comigo.

Aliás, a Net saiu do ar quando eu estava torcendo pela Itália com a mamãe (Ela disse que os jogadores italianos são admiráveis. Não entendi.). Acabou sendo bom! Minha mãe me levou para meu lugar preferido e nós nos divertimos ouvindo MPB FM. Às vezes tocam coisas chatas (Ana Carolina me dá dor de barriga) mas é muito bom quando a mamãe canta e dança músicas legais para mim. Um show. Será que ela acha que eu acredito que minha escovinha de leão é mesmo um microfone?

Bem, agora é hora de esperar o pai para comemorar ainda mais meus dois meses.

5 comentários:

  1. Grande Emanuel!!! Você escreve bem pra caramba e está lindão, cara!

    ResponderExcluir
  2. Está uma delícia essa narrativa. Estou super prosa e sua mãe cantora é o MAIOR BARATO! Te amo!

    ResponderExcluir
  3. Por isso que a gente se dá tão bem, né, Manu. Ana Carolina também me dá dor de barriga!!!! Bjs, tia Naila

    ResponderExcluir
  4. Que coisa mais linda!!! Não faz esses relatos assim, que a dinda chora.

    ResponderExcluir
  5. Quero só saber de uma coisa: quando é que você vai espantar o frio pra lá pra gente poder matar a Tia Naila de ciúmes, hein? da próxima vez que eu for te visitar, não tem escapatória!
    Beijão grandão!
    Tia Sá

    ResponderExcluir