19 de jun de 2011

Quem disse que notícia velha só serve para fundo de gaiola?

Em meio a muitas confusões, minha ghost writer tirou férias. Tentei me expressar de formas alternativas mas blog pede texto e eu acabei acumulando muitas coisas para contar. Afinal, foi quase meio ano sem escrever aqui. No meu caso, isso é meia-vida. Vou tentar resumir o que vem acontecendo na minha emocionante vida.



Primeira velha novidade: o carnaval
Eu me lembro vagamente de ter pulado na barriga da Mamãe. Ouvia um batuque, sentia tudo tremer e uma injeção de felicidade. O coração dela batia tão forte que eu cheguei a acreditar que estava no meio de uma bateria. Mas até então Carvanal era só isso.
Esse ano foi diferente. Antes mesmo do Carnaval chegar, fui com os meus pais para bloquinhos bem legais. Adorei me vestir de palhaço mas não curti as tentativas de me pintarem e colocarem chapéus. Curto uma coisa mais livre, sabe? Pular livremente, quase nu. Tipo meu vô.
Fomos em vários blocos. Amei os de perto de casa. Ganhei até beijo na boca. É bom.

O Gigantes foi demais. Cheio de gente fantasiada.


Mas fiquei mesmo foi com vontade de ir ao Bola Preta. Foi lá que eu fui na barriga. E esse ano todo mundo lá em casa ficou cantando o tal "quem não chora não mama". Minha mãe não deixou eu ir mesmo assim. Mas prometeu que ano que vem eu vou, nem que seja para ver tudo de longe junto com meu Vô Boli, o professor da folia.












Nenhum comentário:

Postar um comentário