18 de dez de 2010

O hábito é o pai da tradição

Eu ainda era um bebê e comecei a acompanhar os meus pais nas saidinhas de sábado pela manhã. Eu tinha 4 meses e já tinha ficado careca quando fomos ao Columbia. Eu observei bem o movimento enquanto os meus pais tomavam um choppinho e comiam um galeto. Olha, nessa época ainda nem sonhava comer uma maçã ou uma carninha mas o cheiro do galeto já me pareceu maravilhoso.
Sobre chopp, o que eu tenho a dizer é que é um líquido muito bonito. Mamãe prefere os escuros. Papai gosta dos dourados. Acho engraçado porque eles tomam um primeiro gole devagar e dizem "hummmmm, geladinho". Deve ser bom. Por enquanto, prefiro leite. Até porque, quando eu tentei pegar a tulipa, mamãe foi firme "bisneto do Vô Barbosa e neto do vô Boli não pode brincar com bebida." Mais uma vez, fiquei sem entender a brincadeira.


 No mês seguinte, já com um pouco mais de cabelo, eu conheci um lugar que eu adoro - o Salete. Ele é tão velho que nasceu muito antes dos meus pais!
Para mim, já é tradição: aos sábados, depois de muita brincadeira na pracinha, a gente vai ao Salete. Meus pais preferem chopp e empadinha (dizem que é um clássico). Já eu fico com um suco de frutas ou um purê de maçã. Cheguei até a pensar em dar um toque no garçom para eles incluírem no cardápio.

De tanto ir lá, os garçons já estão mais simpáticos comigo. Também venho conversando com uns colegas mais velhos, gente bacana de cabelos de algodão e sorriso fácil.
E, mesmo com apenas 8 meses e com muita curiosidade pelo novo, já posso dizer: às vezes é melhor ficar com os clássicos.

2 comentários:

  1. O valor da papinha de maçã,meu amor, é que ela é feita com muito amor para tornar vc cada vez mais lindo e forte! O chopp e a empada...Ah!vc vai ter muito tempo para curtir! Enquanto que a papinha de maçã,essa tem vida mais curta.rs. Te amo!

    ResponderExcluir